De certo modo, ser-nos-á lícito considerar na Terra de hoje a era da velocidade.
Viagens de um continente a outro, que reclamavam diversos dias de trajeto são levadas a
efeito em algumas horas.
Notícias que se transmitiam em grandes quotas de tempo avançam agora com a rapidez da
luz.
Altos montes que exigiam semanas, a fim de serem removidos, pedem apenas alguns dias
para cederem lugar à planície.
*
Milhões de companheiros reencarnados se habilitaram para viver na atualidade do Plano
Físico. Adaptando-se facilmente às contingências da chamada evolução tecnológica, no
entanto, milhões de outros, ainda não criaram em si mesmos a estrutura psicológica
necessária de maneira a se ajustarem aos imperativos dos novos tempos. Por isso mesmo, se
consegues acompanhar as exigências da hora que passa, estende compreensão e tolerância
aos irmãos ainda inadaptados aos atuais processos de vivência humana.
*
Não exijas dos outros um tipo de resistência espiritual, análogo aquele em que já te
caracterizas.
Desculpa incondicionalmente as explosões emocionais das pessoas de temperamento difícil.
Não censures aqueles que ainda não dispõem dos teus recursos de entendimento.
Não lances sarcasmos, ainda mesmo a título de brincadeira afetiva sobre os amigos em prova,
cuja situação íntima desconheces.
Não solicites a quem ignora, a solução de problemas que já sabes resolver.
*
Asserena-te e espera.
Ama e ensina com paciência.
Realmente, a loucura e o suicídio continuam flagelando as comunidades terrestres; e não
podemos esquecer que a precipitação, em muitos casos, é uma das forças negativas
responsáveis por isso.
Do livro: Amigo – Psicografia: Francisco Candido Xavier. – Pelo espírito de: Emmanuel